• Depois da Tempestade - Hirokazu Koreeda

Depois da Tempestade & Curry (Kare) Japonês

Hirokazu Koreeda e sua perfeição em retratar o cotidiano simples e absolutamente encantador, como fazia com maestria Yasujiro Ozu.

Em “Depois da tempestade” temos como personagem principal Ryota (Abe Hiroshi), um escritor que teve apenas um livro publicado com algum sucesso e devido a crise econômica se dedica a ser detetive particular.

Ryota e a mãe

Ryota acaba de se separar da mulher, com quem tem um filho que consegue ver apenas uma vez por mês. Nem sempre é possível pagar a pensão, o que o deixa frustrado e inseguro na relação que tem com o menino.

Do outro lado temos a mãe dele, uma senhora adorável, a qual Hirokazu Koreeda consegue mostrar de forma singular e poética a vida de uma pessoa idosa. Na singeleza de regar as plantas, cozinhar, ou fazer aula de música clássica com os vizinhos também de idade avançada.

Você não pode encontrar a felicidade, até ter se desapegado de algo.

O modo como ela fala sobre as lembranças do passado, do marido que já se foi, mostrando as fotos e cartões ainda escritos a mão é uma das coisas mais bonitas que já se viu. Ela não quer ser uma velhinha descolada, ela apenas demonstra o que é já ter uma vivência, uma trajetória formada na vida, mas que se preocupa muito com o futuro do filho quando ela não estiver mais por aqui.

Ryota, o filho e a ex-mulher
Ryota bebe e gosta de jogos de azar. Isso não o desabona em nada, afinal é um ser humano como qualquer um: tem defeitos, porém conseguimos ver também qualidades naquele homem sentimental e inseguro, muitas vezes.

Temos aqui um clássico drama familiar, que se denota quando essa família já desfeita, se reúne em uma noite de tempestade na casa da matriarca, daí o título do filme.

Nessa noite a costa do Japão foi assolada por uma enorme tempestade, onde as pessoas não eram aconselhadas a saírem de casa. Muitas vezes nem conseguiam um transporte para isso, foi assim que a família “se obrigou” a passar a noite junta novamente.

Depois da Tempestade
É muito difícil falar sobre os filmes de Hirokazu Koreeda, pois ele retrata o cotidiano, o dia-a-dia, sem tramas incríveis ou surpreendentes. É a velha poesia do que se vive. Se analisarmos nossas próprias vidas, nem sempre elas contam com coisas apoteóticas diariamente. E é nessa beleza simples que nos traz tanta satisfação em assistir os filmes do japonês.

…mas continuamos vivendo, desfrutando os dias.

Na verdade, é por isso que continuamos.

Então, encontramos alegria, dia após dia.

Isso é complexo.

Não, é simples.

A vida é simples.

O filme é profundo e gentil, com doses de humor e muita simplicidade. Temos o que fica, que é o amor, mesmo que possa parecer que ele já tenha ído embora.

Fica por conta do espectador idealizar o que acontecerá a seguir, mas o que temos razão completa é que esse é mais um daqueles belos filmes que a gente termina pensando na nossa propria existencia e reflete sobre ele durante o resto da vida.

Trailer:

Para ver mais filmes de Hirokazu Koreeda que já falei aqui no blog clique aqui.

A receita de hoje é um Curry japonês, o prato é feito a partir do curry, chamado no Japão de kare (カレー). O curry tem origem indiana mas foi adaptado ao paladar japonês a partir da Era Meiji e acabou se tornando um dos pratos mais populares do país.

No filme, a mão de Ryota cozinha um excelente curry com macarrão, que agrada a todos e é muito elogiado. Tem aquela coisa nostálgica do gostinho da casa da mãe (ou da vó).

Existem várias maneiras de se comer o Kare, pode ser com arroz – o Kare Raisu, com macarrão – o Kare Udon e também com pão, chamado de Kare Pan.

O Kare é feito com legumes picados, carne (aqui substituí pelo shitake) e cozidos em um molho de curry, sem grandes dificuldades no preparo.

Ingredientes para o Karê - Curry Japonês

Pode ser feito com pó de curry ou ainda na versão de tabletes prontos. São compostos por vários condimentos e especiarias que podem incluir açafrão-da-terra, cardamomo, coentro em grãos, gengibre, cominho, casca de noz-moscada, cravinho, pimenta vermelha, pimenta do reino, canela, entre muitos outros.

No Japão, os tabletes de curry são os mais utilizados no preparo. Comprei o tablete na parte de comidas orientais do supermercado, dê uma olhadinha que é fácil de achar. O nível de pimenta é classificado de 1 a 5, sendo que o 3 é considerado o médio, foi o que comprei, eu não achei muito forte, mas o namorado achou bem hot! Vamos a receita?

Karê - Curry Japones com macarrão

Curry (Kare) Japonês com Macarrão

Preparo: 60 min
Cozimento: 30 min
Serve: 4 porções

Ingredientes

  • 300 g de cogumelo shitake
  • 3 batatas em cubos
  • 2 cenouras em cubos
  • 1 cebola grande em cubos
  • 1/2 tablete de curry (usei Golden Curry)
  • 300 g de macarrão oriental (de Yakissoba, Udon, o que tiveres disponível)
  • Cebolinha verde picada
  • 1 colher de sopa de óleo vegetal (usei de algodão)
  • 500 ml de água

Modo de Fazer

  1. Aqueça o óleo em uma panela, refogue a cebola. Junte o shitake até dourar.
  2. Adicione as batatas e cenouras e deixe refogar em fogo baixo por uns 5 minutos.
  3. Acrescente a água e deixe cozinhando até que os legumes fiquem macios.
  4. Coloque o tablete de curry e mexa até que se dissolva e cozinhe por mais uns 10 minutos em fogo baixo.
  5. Cozinhe o macarrão conforme as instruções da embalagem.
  6. Sirva o macarrão com o molho de curry e salpique as cebolinhas verde em cima.

Você também vai gostar de:

Nenhum Comentário

    Comente com o Facebook