A Girl Walks Home Alone at Night & Ovo Frito

Você é triste.
Não se recorda do que quer.
Não se recorda de querer.
Foi há tanto tempo.
E nada muda nunca.
Idiotas e ricos são os únicos a pensar que as coisas podem mudar.

Bad City é onde se passa o primeiro longa da diretora inglesa Ana Lily Amirpour. Com um ar super noir e referências claras ao cinema de Jarmush e Wenders, ela nos apresenta uma garota que anda pela noite, com uma capa preta, por vezes deslizando de skate pelas ruas dessa cidade soturna.

Em um clima preto e branco, o filme vai nos levando pelos  passeios noturnos da garota, que acaba por morder pessoas que acha que são ruins.  Ela é uma vampira, sim, como em “Only lovers left alive”. Ela é uma justiceira, em um filme que tem alguns diálogos que defendem muito o feminismo e que demonstra uma vontade de proteger as mulheres que estão sozinhas na noite de toda e qualquer cidade.

O filme é uma poesia total. Desde a fotografia até a trilha sonora. Com cenas lentas e lindas, até histórias de amor que nos fazem pensar em muitas coisas.

Quando ela conhece um rapaz vestido de Drácula para uma festa a fantasia a vida dela muda. Não nas justiças que ela faz, mas sim na questão de não querer morder aquele ser que faz dela melhor, que faz bem pra ela, que é uma pessoa boa, acima de tudo.

Em um mundo cheio de viciados, traficantes, cafetões e mendigos, se destaca a pureza de um amor que acontece por acaso. E qual não?

Destaque para a gata que tem os olhos mais expressivos do filme todo. Toda uma conexão dos animais com as pessoas, onde eles dizem as coisas através de suas atitudes e olhares.

a-girl-walks-home-alone-at-night-34

Ao contrário de Eve e Adam que já tinham seu amor desde o começo do filme em Only lovers left alive, aqui, temos o amor que surge e faz com que a pessoa comece a repensar o que fazer da vida. Ir ou ficar, ou apenas não ter dúvida de arrumar tudo e ir embora.

Bad city talvez devesse ficar para trás para conseguir uma vida feliz junto de quem se ama.

Assistam.

Trailer:

Em “A Girl Walks Home Alone at Night” temos apenas uma cena onde alguém come alguma coisa. E é  ovo frito, sendo assim resolvi trazer para vocês uma coisa que todo mundo que não sabe cozinhar se refere a ela: “Não sei nem fritar um ovo”. Quem nunca ouviu isso? Para quem sabe, parece a coisa mais fácil do mundo, porém, sabemos que tem muita gente que não sabe. Não é tão simples assim, basta aplicar algumas técnicas importantes.

Para que seja mais fácil, escolhi um vídeo do Sotero para explicar exatamente como se faz.

Ovo Frito

 

1 Comentário

  • Dai 7 de novembro de 2015 (16:25)

    amei o post, o filme e os vídeos. Sensacional!

Comente com o Facebook