Brasserie Romantiek & Risoto de Brócolis

É dia dos namorados e o restaurante está com as reservas lotadas.

Na cozinha o chef  divide com a irmã a propriedade do bistrô. Ela, Pascaline, atende os clientes na área principal, juntamente com o excêntrico garçom, que está sempre atrasado.

O primeiro cliente a entrar no restaurante, sozinho, é o ex-namorado de Pascaline. Há 23 anos ele a deixou esperando no altar e aparece naquela noite para pedir desculpas e convidá-la para ir com ele embora para Buenos Aires.

Em outra mesa temos um homem tímido que marcou um encontro com uma garota que conheceu pela internet e vai inúmeras vezes ao banheiro conversar com seu alter-ego no espelho para tomar coragem e ter atitudes com a moça.

Brasserie-romantic (4)

Um casal de meia idade, composto por uma belíssima mulher, já na casa dos 45 anos e um homem extremamente agitado, que passa mais tempo negociando os carros que vende pelo celular do que prestando atenção no jantar romântico que está.

Tenho tudo que uma mulher de 44 anos precisa.
Marido, dois filhos saudáveis, meu carro, metade de uma casa de campo, que vamos no calor e no frio.
Tenho 81 pares de sapato e amante. O que mais me falta?

Uma triste moça loira também está sozinha em uma mesa. Ela diz que havia reservado o jantar antes que o namoro tivesse tido um fim, então ela resolve ir sozinha mesmo. Divide o tempo contando seu drama existência ao atraente garçom e comendo os bombons que estão em cima da mesa.

Brasserie-romantic (5)

É um filme curioso. Pode parecer entediante o filme todo se passar dentro do restaurante, com algumas poucas cenas externas, mas eu achei bem interessante essa forma de mostrar que nem todos os relacionamentos são perfeitos e felizes. Muitas vezes o que se estampa (aquele lance de “todo mundo é feliz no Facebook”, sacas?) não é o que acontece na real life. O diretor consegue expor bem a realidade dos conflitos internos que cada um tem e como isso pode influenciar na relação em si.

Brasserie-romantic (1)

O filme é uma comédia e confesso que ri bastante em alguns momentos. Aconselho para uma tarde de domingo, quando a gente está sem nada pra fazer e quer assistir algo não tão profundo, mas também nem tão raso. Vale o entretenimento.

Trailer:

Para acompanhar o post, resolvi fazer um risoto de brócolis porque acho super lindo para servir em um jantar romântico. Peguei como referência o risoto do Jamie Oliver – Risotto Bianco – que é o risoto base dele para qualquer sabor que venha a ter o prato final. Essa receita está no livro: “A Itália de Jamie” que falamos no outro post.

risoto-brocolis

Risoto de Brócolis

Tempo de Preparo: 60 min
Tempo Coz: 30 min
Serve: 4

Ingredientes

  • 1 1/2 litro de caldo de legumes
  • 2 colheres de azeite de oliva
  • 50 g de manteiga
  • 1 cebola grande picada
  • 2 dentes de alho picados
  • 1/2 cabeça de aipo picado
  • 400 g de arroz arbóreo
  • 2 taças de vinho branco seco
  • Sal e pimenta do reino
  • 70 g de manteiga
  • 120 g de queijo parmesão ralado na hora
  • 1 brócolis chines

Modo de Fazer

  1. Esquente o caldo e o mantenha aquecido no fogo mais baixo que tiver.
  2. Coloque os brócolis, já divididos em pequenos buques para cozinhar no vapor - eu coloco em um saco plástico e levo uns 3 ou 4 minutos no microondas, no modo de cozinhar legumes (se o seu não tiver essa opção, pode colocar na potência 70% pelo mesmo tempo).
  3. Em uma outra panela, aqueça o azeite de oliva e a manteiga. Adicione a cebola, o alho e o aipo e cozinhe bem lentamente por cerca de 15 min, sem dourar. Quando os vegetais estiverem tenros, acrescente o arroz e aumente o fogo. O arroz começará a fritar levemente, portanto continue a mexer. Após 1 minuto. ele ficara um pouco translúcido. Adicione o vinho, sem parar de mexer. Quando o vinho for absorvido pelo arroz, acrescente a primeira concha de caldo quente e 1 boa pitada de sal. Abaixe o fogo para que a parte externa do arroz não cozinhe muito rapidamente.
  4. Continue adicionando conchas de caldo – misture e massageie o amido cremoso do arroz, esperando que cada concha seja absorvida antes de despejar a próxima. Isso levará uns 15 min.
  5. Experimente para checar se o arroz está cozido. Se não estiver, continue a acrescentar caldo até que fique tenro, mas com uma leve consistência. Não se esqueça de ajustar o tempero cuidadosamente. Se o caldo acabar antes de o arroz cozinhar, ponha um pouco de água fervente. Adicione o brócolis já cortado e cozido, mexa por mais um minuto.
  6. Retire a panela do fogo e adicione a manteiga e o parmesão. Misture bem.
  7. Tampe a panela e deixe descansar por 2 min. Sirva em seguida.

1 Comentário

  • Fernanda 18 de setembro de 2014 (16:32)

    Vou procurar o filme com certeza!! E esse risoto…já pensei em vários ingredientes pra usar além do brócolis rsrs

Comente com o Facebook