Temperinhos & Afins: Alecrim

O alecrim (Rosmarinus officinalis) é um arbusto comum na região do Mediterrâneo ocorrendo dos 0 a 1500 m de altitude, preferencialmente em solos de origem calcária. Devido ao seu aroma característico, os romanos designavam-no como rosmarinus, que em latim significa orvalho do mar.

Hoje começaremos uma nova seção aqui no blog, em parceria com a minha querida Priscila do Culinarístico, falaremos sobre Temperinhos & Afins. Clique aqui para ler sobre o Alho, que é o eleito do post de estréia lá com a Pri!
O escolhido para o primeiro post foi o Alecrim!

Lendário por seu poder inundar um terreno inteiro com o aroma de uma mistura de cânfora e pinho, ele antigamente era tido com simbolo de atrair amizades e usado como incenso em cerimônias religiosas.
Na cozinha, esse garoto cheiroso pode ser usado desde suas folhas, até seus galho como mini-espetos para carnes, legumes, além disso, pode ser usado para fazer azeites e vinagres aromatizados.,

Fresco (preferencialmente) ou seco, é apreciado na preparação de aves, caça, carne de porco, salsichas, linguiças e batatas assadas. Na Itália é utilizado em assados de carneiro, cabrito e vitela. Em churrascos, recomenda-se espalhar um bom punhado sobre as brasas do carvão aceso, perfumando a carne e difundindo um agradável odor no ambiente. Pode ser utilizado ainda em sopas e molhos.

Tabela nutricional do alecrim fresco:

(Quantidade: 100g )
Carboidratos: 20,07g Proteínas: 3,31g Gordura total: 5,86g Calorias: 131kcal Vitamina A: 146mcg Vitamina B6: 0,34mg Vitamina B12: 0mcg Vitamina C: 21,8mg Vitamina E: 0mg Vitamina K: 0mcg Cálcio: 317mg Ferro: 6,65mg Cobre: 0,3mg Magnésio: 91mg Selênio: 0mcg Potássio: 668mg Fósforo: 66mg Sódio: 26mg Zinco: 0,93mg Água: 67,77g Açúcares: 11,39g Colesterol: 0mg Fibra: 14,1g Ácidos saturados: 2,84g Ácidos monossaturados: 1,16g Ácidos poliinsaturados: 0,91g

Comentários no Facebook

4 Comentários

  • Dani De Cesaro "tempestade" 4 de setembro de 2013 (14:57)

    deu água na boca!

  • Temperaria - Vivian Luiz 4 de setembro de 2013 (15:51)

    Oi Sara! Adoro textos sobre temperos, suas origens e usos mais comuns. Fiz até uma seção lá no Temperaria chamada Série Temperos, uma das postagens foi justamente sobre o alecrim, que eu adoro 🙂
    Beijos!

    • Sara Graciano 21 de setembro de 2013 (09:00)

      Aff, vou olhar lá Vivian! Adoro seu blog =)beijocas