Master of None & Macarrão ao Molho Pesto

Master of None é daquelas séries gostosas que você não consegue parar de assistir até o último episódio que estiver disponível na Netflix. Quando termina a primeira temporada você pensa: cadê, quero mais!

master-of-none

A série é criada e protagonizada por Aziz Ansari. Ele é bem conhecido nos Estados Unidos pelos seus stand ups (tem alguns disponíveis na Netflix) e pela série Parks & Recreation (que ainda não assisti).

Na série ele é um ator americano, de origem indiana que procura colocação no mercado, a principio ele só consegue papéis secundários em comerciais de tv, mas o que ele quer mesmo é ser astro de um bom filme. Nessas idas e vindas a gente morre de rir com a exposição que ele dá ao preconceito que existe sobre atores indianos, que sempre fazem papeis do ”cara indiano”.

Você tem que aprender a tomar decisões, cara…

E quem não tem alguns melhores amigos que estão sempre junto com a gente, que são excêntricos e absolutamente necessários em nossas vidas? Pois Dev tem Denise, uma lésbica muito doida, Brian o chines e o melhor, ao meu ver,  que é o amigo nerd-bobalhão-sensível Arnold.

masterofnone1

Os amigos em casa assistindo a Sherlock

Arnold se apega a um bicho de pelúcia ou a um sofá. Pensa na queridice insana do personagem. ARNOLD TCHAMAMUS. Surtos a parte, seguiremos com o post.

Voltando ao Dev, além de todos os problemas no trabalho, amigos doidos, ele tem mais uma questão na vida: achar um amor. Quem nunca? Porém, ele tem algumas restrições engraçadas: não pode falar como Cartman e nem pode ser vegetariana (desculpa aí, Dev!). Nessas idas e vindas, ele conhece uma menina no Tinder e eles tem, digamos assim, uma noite meio que desnecessária: acabam indo pra casa dele, a camisinha estoura e eles vão a uma farmácia comprar a pílula do dia seguinte. Depois desse dia não se encontram mais por um tempo, e acabem se achando por acaso em uma festa tempos depois. E agora? Ela está namorando um outro cara. Pois é, segue o baile.

dinner_masterofnone

Os pais dele são um caso a parte. E o pior vocês não sabem: os pais dele na série são os pais dele DA VIDA real. E aí eu digo que eu adorei tanto aquele pai dele com suas verdades tão simples e objetivas, que penso: baita sacada ter colocado os próprios pais na série, pq deu uma coisa muito realista, que tu acabas querendo ser amiga de toda aquela gente.

Além de tudo isso, Master of None fala sobre assuntos como feminismo, diversidade e preconceitos em geral, de uma forma bem humorada, mas não deixando de criticar alguns absurdos que acontecem na sociedade que vivemos.

maste_s1_011_h

A série tem  direção de fotografia  de Mark Schwartzbard (8/10 eps), que escolheu utilizar apenas uma câmera durante as filmagens (mesma técnica usada em Breaking Bad e Six Feet Under) dando ênfase a relação entre os personagens dentro de cada cena. O amarelo e vermelho se destacam nas cenas gravadas na luz do dia e a noite temos sempre tons terrosos, fazendo com que a série toda tenha uma mesma linha de identidade visual, o que transmite um certo conforto para nossos olhos atentos aos detalhes.

master_pasta_ka

A série é toda cheia de pitadas gastronômicas, já que, na maioria das vezes, os personagens saem pra jantar ou estão em busca do taco perfeito em NY. Além disso, Dev ganha uma máquina de fazer massas caseiras, pensa, e foi daí que saiu a ideia do post de hoje. Porque minha gente, é tão bom produzir a própria massa! Tem outro sabor, tem amor.

Trailer:

Eu sempre que como massa ao pesto nos restaurantes acho muito forte. Tem um lance que eu acho exagerado, não sei se é a demasia do manjericão ou o excesso de azeite. Então eu nunca tinha feito meu próprio pesto. Inspirada no nosso amigo Aziz eu resolvi fazer o pesto do modo que eu acho que ele deve ser, para o meu paladar. Bem suave, você conseguindo sentir os sabores separados, mesmo juntos. Foi então que eu colhi uns dois galho de manjericão do pé que tem no meu condomínio e comprei um pouco de nozes (porque o pinole tá pela hora da morte $$$ no money, kids) e peguei meu azeite preferido e coloquei tudo para bater com uma boa dose de alho. Foi aí que eu cheguei ao meu pesto suave, com um pouco de queijo parmesão ralado na hora. A receita do macarrão tem no post que fiz do Chef’s table e também em uma versão integral lá no Culinarístico. Vamos ao pesto?

FotorCreated2

Molho Pesto

Tempo Prep: 15 mins
Tempo Coz: 10 mins
Serve: 2 porções

Ingredientes

  • 100 g de manjericão fresco
  • 2 dentes de alho
  • 100 ml de azeite de oliva
  • 6 colheres de queijo parmesão ralado
  • 6 colheres de queijo parmesão ralado
  • 50 g de nozes

Modo de Preparo

  1. Coloque todos os ingredientes no processador de alimentos (ou no liquidificador - bata no pulsar) e bata por alguns minutos até ficar na consistência da foto.
  2. Com o macarrão já cozido, escorra a agua e misture o molho pesto, com o fogo ligado no mínimo e mexa para incorporar todo o molho.
  3. Rale um bom parmesão em cima e é só comer =0)

Comentários no Facebook

Nenhum Comentário