Os descendentes & Hamburguer

A vida da gente, na maioria das vezes, anda em linha reta. Quando menos se espera ela vem, dá uma rasteira e perdemos o chão. Matt King (George Clooney) é um advogado hawaiano que se depara com a seguinte situação: a mulher sofre um acidente aquático e fica em coma, ele tem que decidir sobre a venda ou não de terras da família (coisa de meio bilhão de dólares), uma filha de 10 anos, outra filha adolescente que vive em colégios internos, uma traição. A até então pacata vida de Matt vira do avesso e é preciso lidar com tudo isso. Como faz?

“Uma família parece um arquipélago, todos são parte do mesmo lugar, mas ainda assim são ilhas separadas e sozinhas, lentamente se afastando uns dos outros.”

O filme tem pitadas de comédia e algumas partes bem dramáticas. A excelente jovem atriz Shailene Woodley, que interpreta a filha mais velha dele – Alexandra, para mim foi uma das melhores personagens do filme. Ela dá uma força ao pai que ele parece não saber de onde tirar.

TheDescendants01

Eu gostei muito do filme, ele te prende, a história é interessante e tem ótimas atuações. Finalmente Clooney conseguiu não ter aquela cara de ”how are you doing” de conquistador até em um velório. Achei a personagem madura, bem interpretada e que realmente emociona.

A pequena garotinha Scottie (Amara Miller) lembrou muito a mim mesma quando pequena. Inquieta, curiosa, falante e sonhadora. Interessante como o caos que se instalou na vida da família fez com que o pai se aproximasse mais das filhas, afinal não dava mais para viver tão ocupado, tão cheio de compromissos, era preciso ser pai. Cuidar de tudo e de todas.

As tiradas engraçadas e sem noção do filme ficam por conta de Sid, o amigo de Alexandra, que apesar de no começo eu não ter visto muita função para ele no filme, com passar do longa eu vi que sim, tinha uma função ali. Talvez mostrar que existem pessoas que não precisam fazer muito pela gente, basta a gente saber que elas estão ali.

thedescendants02

Fazia algum tempo que um filme não me prendia do início ao fim, sem ver as horas passarem, eu ri, chorei, me emocionei e quando terminou fiquei pensando sobre muitas coisas.

“É tudo o que temos, a vida toda. Muitas lembranças.
Tudo tem seu tempo.”

A receita que acompanha o filme hoje é de hambúrguer, pois não há nada mais americano que isso. Se você nunca fez seu próprio hambúrguer não sabe o que está perdendo. Eu já tinha feito outras vezes, porém quando eu vi essa receita da Mirella com todos esses temperos incríveis, eis que resolvi experimentar. Me arrisco a dizer que foi o melhor hambúrguer que já comi na vida. A mistura dos temperos é incrível e saborosa. Vamos lá?

 

Hambúrguer

Tempo Preparo: 60 min
Rendimento: 4

O que voce vai precisar?

  • 600 g de carne moída
  • 2 galhos de salsinha picadinhos
  • 2 cebolinha picadinha
  • 2 colheres (chá) de molho inglês
  • 2 colheres (chá) de molho de alho
  • 1 dente de alho bem picadinho
  • 1 pitada de pimenta calabresa
  • 1 pitada de záttar (tempero árabe)
  • 1 pitada de cominho
  • Pimenta do reino a gosto
  • Pão de hamburguer
  • 4 fatias de queijo
  • Folhas de alface
  • Chimichurri
  • 1 colher (chá) de maionese
  • Mostarda a gosto (no meu caso: muita)

Como fazer?

  1. Misture todos os temperos com a carne em uma tigela. Vá unindo tudo com as mãos para que a carne fique bem misturada em todos os outros ingredientes. Deixe descansar na geladeira por algumas horas, para que os temperos fiquem 'amiguinhos' - como diz a Mirella. Após essa pausa, faça bolinhas e achate, formando hamburguers (você também pode usar um moldador como o que é mostrado aqui no post da receita original). Aqueça uma frigideira anti-aderente (de preferência) coloque uma gota de óleo e deite os hamburgues de um lado e de outro por alguns minutos (para meu gosto 'ao ponto' leva uns 3 minutos de cada lado) , coloque o queijo e abafe com uma tampa para que derreta. Passe maionese nos pães, coloque o hambúrguer, uma colher de chimichurri, mostarda e outros condimentos que quiser adicionar. Pronto, agora é só comer =).

Comentários no Facebook