Frances Ha & Pudim de Doce de Leite

Eu já disse outras vezes que tenho alguns amigos que quando me recomendam algo eu corro e coloco no topo da minha lista. Por que? Porque eu sei que me conhecem e sabem que eu vou gostar. E também pra depois poder ficar horas discutindo com eles e falando sobre o assunto, trocando ideias, sensações e os prazeres (ou dores) sentidas naquelas duas horas (ou no caso de séries umas 398398 horas) as quais passamos desfrutando dessas bela distração que é o cinema e as séries de tv. Toda essa minha introdução foi para agradecer a Dai Dantas, myfriendforevah por ter me indicado o filme. Obrigada Dai, tchamu.

Gosto de coisas que se parecem com erros.

Quando ela me disse que no filme tinha ADAM, sim, ADAM DRIVER de Girl, eu já surtei pois eu amo aquele ator, além disso tinha a Greta Gerwig que já me fez cair de amores por ela em Lola Versus, então lá fui eu assistir a Frances Ha.

Quando dei PLAY o filme era preto e branco, coisa que achei muito poético já de saída. Sam Levy, o diretor de fotografia, juntamente com Baumbach fizeram essa bela escolha que nos remete a um doce clássico. Voltando na mesma sensação está a trilha sonora: composta de música instrumental que vai desde Mozart a Bach, passando muitas vezes pela genialidade de Georges Delerue, que foi um dos maiores compositores da Nouvelle Vague (não preciso dizer mais nada ao dizer que muitos filmes de Godard e Truffaut tem trilhas dele). Além de tudo isso, se é que é possível, rola em uma cena muito EPIC David Bowie e sua “Modern Love”, acompanha:

Senta lá e vá ver o filme JÁ! Frances Ha é de 2012, classificado como comédia, porém, eu não achei tão comédia assim. Tem passagens e cenas (bem) engraçadas, não posso negar, mas está mais para um drama, em minha singela opinião.

Dirigido por Noah Baumbach ele conta a história de Frances, uma garota que tem o sonho de seguir a carreira de dançarina e é obstinada com esse assunto. Frances é mora com a melhor amiga, Sophie, que está sempre digitando no celular, mas ao mesmo tempo é uma boa amiga. Talvez Frances passe uma coisa meio dependente e quando Sophie resolve dizer que vai mudar do ap que dividiam ela meio que surta.

Frances-Ha-4

 Mesmo ela levando um baque pela saída da amiga, já que ela mesma negou o pedido do namorado para irem morar juntos, porque se preocupava com Sophie, Frances segue no seu mode doce e ao mesmo tempo moderno, cheia das indagações sobre a vida e dona de uma cultura enorme, colocando de lado aquele clichês dessas ‘comedias românticas’, que estamos acostumados a assistir, onde a personagem feminina é frágil e sem personalidade. Frances tem isso e muito mais. Ela é profunda, inteligente, sentimental e astuta. Frances não abre mão do que quer.

Frances-Ha-5

Nessas idas e vindas, Frances começa a dividir ap com dois amigos, Lev (Adam Driver) e Benji (Michael Zegen – que também fez 3 episódios de Girls). Nesse momento que ela se dá conta que a vida está passando. A amiga está se cansando, mora com dois meninos que ainda são sustentados pelos pais, mas que também estão atrás de conseguir trabalhar no que querem e serem donos de suas próprias vidas. Nada mais complexo para Frances que não deixa de sonhar em ser dançarina fixa na companhia de dança e ganhar o mundo com o que ama fazer.

Frances-Ha-3

É um filme bem novaiorquino, me lembrou bastante Girls, é uma história de coragem, de vida real, de gente que não é de plástico e que no final a gente sempre se dá conta que a vida nos dá de volta tudo que a gente deu pra ela, por isso a importância de saber viver. Paz de espírito, consciência limpa e ir em busca do que se quer, mesmo que seja um pouco desengonçado…é disso que Frances Ha fala.

Eu definitivamente seria amiga de Frances. E você?

Trailer:

Para acompanhar o filme eu trago uma receita de algo doce. Porque Frances é doce, as amizades são doces e a vida é doce (dentro do possível, né?). Vamos ao pudim de doce de leite?

PUDIM-DOCE-LEITE

Pudim de Doce de Leite

Tempo Prep: 60 min
Temp Coz: 45 min
Serve: 4 porções

Ingredientes

  • Para a calda: 1/2 xícara de açúcar
  • 1/4 xícara de água bem quente
  • Para o pudim: 1 1/2 xícara de leite
  • 4 colheres de sopa (bem generosas, olha lá) de doce de leite (usei o Lapataia, mas podes usar o que mais gostar)
  • 2 ovos inteiros
  • 2 colheres de sopa de extrato de baunilha
  • 1 colher de sobremesa de amido de milho

Modo de Fazer

  1. Coloque o açúcar em uma panela com fundo grosso e espere caramelizar. Não mexa com nenhum tipo de utensílio até que ele esteja completamente ”derretido”. Quando estiver de uma cor âmbar linda, você adiciona a água. Agora sim pode mexer com uma colher. Espere todo o caramelo se incorporar a água e se transformar em uma bela calda. Coloque ainda quente nas forminhas (ou na formona) espalhe e leve a geladeira por alguns minutos para endurecer um pouco, evitando assim que o caramelo se misture com o pudim. Nesse momento ligue o forno a 180º para que ele vá aquecendo.
  2. Vamos ao pudim agora: coloquei no copo do mixer (mas pode fazer a mesma coisa no liquidificador) os ovos, leite, doce de leite, o amido de milho e a essência e bati por uns 2 minutos.
  3. Coloque então esse creme nas forminhas e cubra cada uma com papel alumínio. Em uma outra forma acomode as forminhas e adicione água quente para o banho-maria.
  4. Leve ao forno por 45 minutos a 180º. Deixe esfriar e gelar completamente antes de desenformar.

Comentários no Facebook

Nenhum Comentário