O fabuloso destino de Amelie Poulain & Crème Brulée

Amelie morava só. Trabalhava em uma cafeteria e era dona de pequenos prazeres como: fotografar nuvens quando criança e enfiar a mão nos sacos cheios de sementes das quitandas da vida.
O maior prazer de Amelie era distribuir o amor – e ela era cheia dele.

amelie_poulain3

São tempos difíceis para os sonhadores.

Me lembro exatamente da primeira vez que eu vi esse filme. Eu sorria a cada cena. Na pequena vingança com o vizinho mentiroso na infância. Nas divagações dela deitada na cama, de barriga pra cima, pensando na vida. Ajudando os outros. Levando um cego para passear numa extraordinária demonstração de desprendimento pelo outro.Nino Quincampoix é um caso a parte. Quem nunca quis um amor como Nino Quincampoix que atire a pedra. Um amor simples, sincero, misterioso, até bobo. Aquele que preenche, encanta, abusa da vida e mostra que ”humrum, existe.”.
Amelie trata de encontros. De nostalgia boa e do velho “fazer o bem sem olhar a quem”.

Ela parece distante… talvez seja porque está pensando em alguém.
Em alguém do quadro?
Não, um garoto com quem cruzou em algum lugar, e sentiu que eram parecidos.
Em outros termos, prefere imaginar uma relação com alguém ausente que criar laços com os que estão presentes.
Ao contrário, talvez tente arrumar a bagunça da vida dos outros.
E ela? E a bagunça na vida dela? Quem vai pôr ordem?

amelie_poulain4

O final do filme traz a mesma sensação que a gente sente quando conhece um grande amor. E você é tomado pela plena felicidade “ameliana”. Simples, pura e contagiante.
É o filme que melhor me expressa, nos meus melhores dias.
Continuo achando que existe uma Amelie dentro de todo mundo. Só basta deixá-la sair.

Vamos quebrar a casquinha?

amelie_creme_quebrando

Não poderia haver outra receita para postar com esse filme. A minha sobremesa favorita ever é o que vocês vão aprender a fazer hoje: Crème Brulée!

AMELIE_CREME_BRULEE

Crème Brulée

Tempo de Preparo: 60 min
Serve: 4 porções

O que você vai precisar?

  • 500 ml de creme de leite fresco
  • 75 g de açúcar refinado
  • 5 gemas
  • 1 fava de baunilha
  • Açúcar cristal (para caramelizar)

Como fazer?

  1. Abra a fava de baunilha, e retire todas as sementes com as costas da faca.
  2. Em uma panela, misture o creme de leite com o açúcar, as sementes e a casca da baunilha. Leve à fervura. Assim que ferver, retire do fogo e aguarde abrandar a fervura.
  3. Despeje essa infusão sobre as gemas, homogenize com um fouet e passe o creme por uma peneira
  4. Transfira o creme para recipientes de louça. Asse em banho maria, em forno a 150 C (inicie o banho maria com água quente, acelera o processo e permite um creme mais aveludado).
  5. Asse até o creme firmar (ao movimentar o potinho, o creme apresenta consistência de pudim). Retire do banho maria, e resfrie.
  6. No momento de servir, polvilhe a superfície com o açúcar cristal e caramelize com o maçarico.
No meu forno levou por volta de 35 minutos . Quebre a casquinha e seja feliz =)

Comentários no Facebook