O fabuloso destino de Amelie Poulain & Crème Brulée

Amelie morava só. Trabalhava em uma cafeteria e era dona de pequenos prazeres como: fotografar nuvens quando criança e enfiar a mão nos sacos cheios de sementes das quitandas da vida.
O maior prazer de Amelie era distribuir o amor – e ela era cheia dele.

amelie_poulain3

São tempos difíceis para os sonhadores.

Me lembro exatamente da primeira vez que eu vi esse filme. Eu sorria a cada cena. Na pequena vingança com o vizinho mentiroso na infância. Nas divagações dela deitada na cama, de barriga pra cima, pensando na vida. Ajudando os outros. Levando um cego para passear numa extraordinária demonstração de desprendimento pelo outro.Nino Quincampoix é um caso a parte. Quem nunca quis um amor como Nino Quincampoix que atire a pedra. Um amor simples, sincero, misterioso, até bobo. Aquele que preenche, encanta, abusa da vida e mostra que ”humrum, existe.”.
Amelie trata de encontros. De nostalgia boa e do velho “fazer o bem sem olhar a quem”.

Ela parece distante… talvez seja porque está pensando em alguém.
Em alguém do quadro?
Não, um garoto com quem cruzou em algum lugar, e sentiu que eram parecidos.
Em outros termos, prefere imaginar uma relação com alguém ausente que criar laços com os que estão presentes.
Ao contrário, talvez tente arrumar a bagunça da vida dos outros.
E ela? E a bagunça na vida dela? Quem vai pôr ordem?

amelie_poulain4

O final do filme traz a mesma sensação que a gente sente quando conhece um grande amor. E você é tomado pela plena felicidade “ameliana”. Simples, pura e contagiante.
É o filme que melhor me expressa, nos meus melhores dias.
Continuo achando que existe uma Amelie dentro de todo mundo. Só basta deixá-la sair.

Vamos quebrar a casquinha?

amelie_creme_quebrando

Não poderia haver outra receita para postar com esse filme. A minha sobremesa favorita ever é o que vocês vão aprender a fazer hoje: Crème Brulée!

AMELIE_CREME_BRULEE

Crème Brulée

Tempo de Preparo: 60 min
Serve: 4 porções

O que você vai precisar?

  • 500 ml de creme de leite fresco
  • 75 g de açúcar refinado
  • 5 gemas
  • 1 fava de baunilha
  • Açúcar cristal (para caramelizar)

Como fazer?

  1. Abra a fava de baunilha, e retire todas as sementes com as costas da faca.
  2. Em uma panela, misture o creme de leite com o açúcar, as sementes e a casca da baunilha. Leve à fervura. Assim que ferver, retire do fogo e aguarde abrandar a fervura.
  3. Despeje essa infusão sobre as gemas, homogenize com um fouet e passe o creme por uma peneira
  4. Transfira o creme para recipientes de louça. Asse em banho maria, em forno a 150 C (inicie o banho maria com água quente, acelera o processo e permite um creme mais aveludado).
  5. Asse até o creme firmar (ao movimentar o potinho, o creme apresenta consistência de pudim). Retire do banho maria, e resfrie.
  6. No momento de servir, polvilhe a superfície com o açúcar cristal e caramelize com o maçarico.
No meu forno levou por volta de 35 minutos . Quebre a casquinha e seja feliz =)

21 Comentários

  • Bergamo 29 de novembro de 2011 (04:57)

    Com um crème brûlée no meio do dia viver fica mais fácil…
    Bj,
    Marcelo

  • Marina Maria 29 de novembro de 2011 (10:17)

    Um filme e uma sobremesa favoritos! Talvez porque compartilhem da mesma delicadeza, não é? Você pensou mesmo numa combinação perfeita.

    Beijoca!

  • Sara Graciano 29 de novembro de 2011 (10:48)

    Marina que ótimo, fico feliz que gostaste…realmente ambos nos deixam com uma sensação incrível de delicadeza. Bjs!

  • Mônica 29 de novembro de 2011 (11:56)

    Acredita que nunca provei Crème Brulée??? Vou tomar coragem e testar esse.
    Agora, Amelie…Amelie é uma delicia de ver….assim como você, sorrio a cada cena, cada vez que vejo o filme. É tudo tão ingênuo, tão gostoso, tão simples…bom demais!!!!
    Beijo grande

  • Sara Graciano 29 de novembro de 2011 (15:17)

    Mônica faça, é tão leve e delicioso! É o tipo da coisa que tu comes e pensa: hum que coisa mais leve e gostosa!
    Adoro Amelie, tenho ela numa sequência na minha parece e também foi o nome de uma cadelinha salsicha que eu tive =) muito amor por esse filme =)
    Bjs!

  • Carla Maicá 29 de novembro de 2011 (18:59)

    Ai, Sara! A Amelie. Minha personagem favorita do cinema. O filme mais querido do meu coração. Olho, reolho, triolho e não enjoo. Amo cada segundo. Cada cor, cada detalhe.

    O seu creme ficou lindo, lindo! Só a sensação de poder quebrar essa casquinha já me deixa emocionada.

    Lindo post.

    Um beijo,
    Carla Maicá

  • alemdovinho 30 de novembro de 2011 (03:20)

    Encantado com o blog. Muito bom. Tempos difíceis para os sonhadores.

    Coloquei o link no blogroll do meu blog.

    Um abraço do alemdovinho

  • Juliana 30 de novembro de 2011 (04:27)

    Já assisti tantas vezes esse filme que perdi a conta… Quando estou meio pra baixo, vou lá pegar a caixinha do DVD e deixo a Amélie “salvar” meu dia…
    O crème brûlée está na lista, por fazer, desde que ganhei o maçarico. Quem sabe agora me encorajo. Onde tu comprou o creme de leite fresco? Bjs, Ju

  • Avental e Aventuras 30 de novembro de 2011 (05:39)

    Sara, lindo post!!!!
    Amo esse filme. Já assisti centenas de vezes e não me canso!
    Seu Crème Brulée ficou lindo tb 🙂
    Bjos
    Tania

  • Sara Graciano 30 de novembro de 2011 (05:47)

    Ju, comprei o creme de leite fresco no Zaffari, achei meio carinho, quase 10 pila (500 ml) mas pelo menos tinha, coisa q nunca conseguiamos achar antes aqui no Sul, né?
    Amelie sempre salva mesmo, nos deixa mais contentes!
    Bjs querida!

  • Ajude 30 de novembro de 2011 (06:35)

    Post aveludado, doce, tão amelie poulain, tão sara graciano… adoro…

  • LilicaGourmet 30 de novembro de 2011 (15:31)

    Como tu, sou muito fã do filme e do creme brulee, tambem fiz um post linkando os dois: http://lilicagourmet.blogspot.com/2011/04/creme-brullee.html 🙂 Seu blog é fantástico!

  • Patricia Beatriz 1 de dezembro de 2011 (08:43)

    Sempre tive vontade de preprar esta sobremesa, mas sempre desisto dela, não sei porquê! E eu adoro…

    Obrigada pelo seu comentário carinho no blog. Também adoro o seu!

    beijinhos

  • Daniel Moura 1 de dezembro de 2011 (16:18)

    Eu nunca comi esse creme, mas pelo aspecto deve ser muito bom

    abraço
    Daniel Deywes
    http://feitonahora.blogspot.com

  • Jotta e Rosley 11 de dezembro de 2011 (20:32)

    Visitando e seguindo seu blog Sara, nem podia ser diferente… Vim pelo comentário no creme brulée da Jú e… achei o seu! Ótimas dicas de filmes e de receitas!
    Abraços!
    Obs: você chegou a cogitar de ir no encontro de blogueiras/o, mas não pode?

  • Mirella 28 de dezembro de 2011 (06:53)

    Eu fui à Paris e esqueci de ir no café da Amelie!!! Amo de paixão 🙂

  • Lais Souza 11 de Janeiro de 2012 (06:19)

    Delícia seu blog…

  • .Kel. 20 de Fevereiro de 2013 (14:27)

    Esta semana assisti pela milésima vez Amelie =) Aqui em Portugal o creme brule é o chamado “leite creme”, tem em todos os restaurantes =) Beijos

  • Giovanna Gaspari 13 de agosto de 2013 (18:33)

    cena diva <3 Ameei sua receita,simples e deliciosa. Estava doida pra comer um e até pensei em atravessar a cidade e ir até o Le Vin Bistro (http://www.locamob.com.br/sao-paulo/restaurantes/franceses/le-vin-bistro—jardins) que vende um ótimo, tudo pela vontade! hahaha Mas, agora tentarei em casa. Obrigada.

    • Sara Graciano 14 de agosto de 2013 (09:07)

      Giovanna, que bom que gostou do post. E creme brulee é a melhor sobremesa do mundo, ao meu ver…ahha Beijos!

  • Chef & Coulant de Chocolate - Cozinha em Cena 30 de Março de 2015 (09:35)

    […] os bolinhos com miolo mole que vocês já comeram na vida. Confesso que ultrapassou meu amor pelo Crème Brûlée que era, até então, a minha sobremesa favorita da vida. Bom, vamos ao […]

Deixe uma resposta para Sara Graciano Cancel reply

Comente com o Facebook